sábado, 18 de dezembro de 2010

VIDA SAUDÁVEL


Imagem: Google
Fumo passivo mata 600 mil por ano

Segundo os dados, 40% das crianças e mais de 30% dos adultos não fumantes estão expostos ao cigarro regularmente


O fumo passivo mata mais de 600 mil pessoas por ano, segundo um estudo com informações de 192 países colhidas em 2004. A pesquisa estima que o fumo passivo mate 379 mil pessoas por doenças cardíacas, 165 mil por doenças respiratórias, 36,9 mil por asma e 21,4 mil por câncer de pulmão, a cada ano. Isso totaliza 1% das mortes do mundo todo. O estudo será publicado sexta-feira no jornal "Lancet". "Isso ajuda a entender o dano do tabaco", afirmou Armando Peruga, gerente do programa antitabaco da Organização Mundial da Saúde, que liderou o estudo. Ele destacou que as 600 mil mortes por fumo passivo devem ser somadas aos 5,1 milhões de mortes de fumantes ao ano.

Peruga afirmou que a OMS está preocupada com as 165 mil crianças que morrem por infecções respiratórias causadas pelo cigarro a cada ano, a maioria no sudeste asiático e na África. "A mistura de doenças infecciosas com o fumo passivo é mortal." Filhos de fumantes têm maior risco de morte súbita, infecções de ouvido, pneumonia, bronquite e asma.

A pesquisa mostrou que o número mais alto de pessoas expostas à fumaça está na Europa e na Ásia.

O fumo passivo tem o maior impacto nas mulheres, causando 281 mil mortes no ano. Em muitas partes do mundo, elas têm um risco 50% maior de estarem expostas à fumaça, em comparação com os homens.

Em países ocidentais, já existem leis que restringem o fumo em locais públicos e os especialistas afirmam que é difícil criar novas restrições. "Não acredito que vamos ter regras que atinjam as casas das pessoas", afirmou Heather Wipfli, da University of Southern California.

No Reino Unido, a Fundação Britânica do Pulmão está pedindo que o governo proíba o fumo dentro dos carros. A diretora da fundação, Helena Shovelton, acredita que os pais subestimam o perigo do fumo para seus filhos. "Eles não fariam algo perigoso como deixar as crianças no meio da rua, mas fumar na frente delas é aceitável."

Autor: Associated Press


Fonte: Folha.com


Fonte: SIS SAUDE 

Eu não suporto cigarro, detesto mesmo, acho tudo horrível desde o cheiro, a fumaça, aos danos que causam no organismo, mas se eu tivesse esse péssimo vício eu não submeteria outras pessoas a terem que fumar juntas, especialmente crianças, mas a maioria dos fumantes não está nem aí, não tem a mínima preocupação com o seu semelhante, é sempre a mesma história, os outros que se danem e o egoísmo impera. Como é difícil encontrar pessoas educadas, se tornou algo de outro mundo mesmo, nem nos restaurantes que muitas vezes tem a área para os não fumantes , eles respeitam.

4 comentários:

  1. Bia!
    Tô contigo e não abro!
    Também ODEIO cigarro, não suporto o cheiro que a fumaça deixa por todo lugar! Ecaaa!
    O dia em que alguém me ver fumando um cigarro pode ter certeza que decidi morrer, pois meu pulmão não aguenta!
    O duro mesmo é ser fumante passivo né! Acho o maior desrespeito e egoísmo do fumante, fala sério!
    No trabalho em nossa turminha, temos somente 1 amigo que fuma, então ele sofre a maior pressão para parar fumar coitadinho, mas é para o próprio bem dele e o nosso claro!
    Sem contar a quantia imensa de dinheiro que se gasta neste vício né? Esse meu amigo, calculando o que ela já gastou em 9 anos de cigarro daria um valor de R$ 40,000 imagina isso!
    Minha luta continuará para que ele pare com este vício horrível e posso viver com mais saúde tanto ele como todas as pessoas ao seu redor!
    Adorei o post!

    beijãoo querida

    ResponderExcluir
  2. Oi Angel!!!
    Tem toda razão!!! Concordo com cada palavra tua!!! Parece que aí as coisas são um pouco mais civilizadas,infelizmente tem muitas pessoas fumantes que não tem educação, que não respeitam os que não querem fumar, existe até lei para isso, mas não respeitam.
    Bjus
    Bia

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia!

    Como fumante, só posso lhe dizer que tento ao máximo não incomodar ninguém com a minha fumaça. Sempre vou fumar lá fora nos restaurantes, mesmo porque, aqui no Estado de São Paulo agora é lei. Digo que tento não incomodar ninguém, mas sei que incomoda e muito. Infelizmente, esse é um piores vícios que há.
    Mas seu post foi muito bom. Dá o que pensar...

    Beijos, querida

    Carla

    ResponderExcluir
  4. Oi Carla!!!
    Mas quem sabe um dia tu resolva deixar de fumar... afinal além de ser algo maléfico para a saúde... ainda se gasta muito... poderia se aplicar o dinheiro gasto em cada carteira de cigarro em esporte, yoga, dança, ou algo que lhe agrade tanto qt o cigarro, não seria uma boa troca? Fica a sugestão... certamente todas as pessoas que gostam de ti assim como eu desejam o melhor pra você e já devem ter te falado isto várias vezes!!!
    Bjus
    Bia

    ResponderExcluir