quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

CINEMA


Imagem: Google
Finalmente consegui assistir o filme “Comer, Rezar, Amar” confesso que me decepcionei um pouco, nem li nenhuma crítica antes para não ter nenhuma influência pois gosto de chegar a minha própria conclusão, ter a minha opinião independente do que os outros achem ou não, por isso sempre evito ler qualquer tipo de comentário antes sobre qualquer filme que eu esteja com a intenção de assistir. Tinha uma idéia diferente do filme sem ter lido o livro, então foi completamente diferente do que eu imaginava, achei a personagem muito infeliz e meio sem saber o que queria da vida, mas valeu pelas cenas na Itália e pela gastronomia deliciosa e sensacional que a gente sai do cinema querendo ir direto para um restaurante na Itália. A trilha sonora tb não é das piores. Esse filme praticamente já saiu de cartaz na minha cidade, mas consegui assistir hoje na Casa de Cultura Mário Quintana. Amo cinema, e ver um filme na tela grande é uma emoção sem igual, bem diferente do que ver em DVD, claro qd não tem outro jeito ou para rever algum filme então só em DVD mesmo, mas se tivesse tempo com certeza iria com mais freqüência apreciar essa arte que considero um dos prazeres da vida, que faz bem para a mente e afasta o stress.

“Para mim, o paraíso é estar cercado das pessoas que amo”

Javier Bardem

8 comentários:

  1. Oi Bia!!
    Ainda não assisti este filme mas estou louca para ver!
    Vamos ver se minha opinião será igual a sua né?!
    Que bom que deu certinho colocar a sua listinha de blogs, através deles a gente conhece mais e mais mundinhos cheios de conhecimento e alegria não é verdade!

    beijos querida

    ResponderExcluir
  2. Oi Angel!!!
    Qd tu ver o filme ai tu me diz o que achou!!! Pois é, muitas coisas são questão de gosto, de afinidade, às vezes tem pessoas que destestam um filme e outros amam, é questão mesmo da opinião de cada um, por isso é sempre bom a gente ver e chegar a nossa conclusão.Noosaa!!! Ótimo mesmo a listinha dos blogs pois a gente vê as atualizações e ainda divulga os queridos e cultos amigos!!! Muito obrigada pelas dicas!!!
    Bjus
    Bia

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia!

    Ainda não consegui ver o filme, sabe. Mas eu li o livro, e até que gostei do livro sim.
    Fico sempre falando do trecho em que a autora tem aquela infecção urinária, sabe qual é? Não sei se aparece no filme, acho que sim, ela adquire uma infecção urinária de tanto fazer amor com o cara (brasileiro, por sinal, né?), eu me perguntava a todo momento sobre a necessidade daquela informação no livro, rsrsrs. Mas de tanto que falei disso com pessoas que assistiram o filme ou leram o livro, acabei entendendo melhor, rsrsrs. Relevando, vai.
    Mas o livro é bacana.

    Beijos

    Carla

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia, olha honestamente eu li o livro, e não querendo tirar o mérito da escritora, mas não tão assim, não para fazer este sucesso todo, olha tem blogas que escrevem coisas mais interessantes do que o livro, sério, é o que penso, Não precisamos ir tão longe para nossa ralização, pois tudo vem de dentro pra fora, não de fora pra dentro, olha eu podia faalr horas sobre este livro, aspectos positivos e nagativos, mas quem sou eu pra opinar né.
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla!!!
    Eu não li o livro... essa parte que tu citou aparece sim no filme... achei a mesma coisa... desnecessário e até vulgar... como não gostei muito do filme, não me interessei muito em ler o livro, mas quem sabe eu até leia algum dia... já vi vários filmes que gostei tanto do livro qt do filme, uma pena que este não tenha me agradado, mas é a história de sempre, cada um com o seu gosto né? Obrigada pelo seu ponto de vista!!!
    Bjus
    Bia

    ResponderExcluir
  6. Oi Hana!!!
    Concordo com cada palavra que tu falastes... entre os motivos que não gostei do filme, é exatamente o que tu falastes: "Não precisamos ir tão longe para nossa realização, pois tudo vem de dentro pra fora, não de fora pra dentro" foi isso o que detestei... pois ela não estava feliz com nada e com ninguém, trocava de namorado como se trocasse de roupa, viajava e nunca estava satisfeita em lugar nenhum e com ninguém... uma eterna insatisfação que se encontrava nela mesma e não nas coisas ao seu redor... além de tudo isso tinha o sofrimento do rompimento amoroso... eu tinha uma idéia muito diferente do filme... sem ter lido o livro, mas como era muito badalado parecia ser algo sensacional e eu não achei!!! Tu é a pessoa certa para opinar ora bolas!!! Quem leu o livro tem mais ainda respaldo para dar opinião e tua opinião é relevante sempre, inclusive em todos os assuntos. Penso tb que as opiniões gerais são importantes porque mostram os pontos de vistas de coisas que as vezes não vemos.
    Obrigada por acrescentar com suas sábais palavras!!!
    Bjus
    Bia

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bia. Vim retribuir a visitinha. Obrigada pela palavras carinhosas. To vendo mesmo que temos muito em comum. Entao, to começando na blogosfera e aos pouquinhos vou me soltando. To adorando, pois já tenho feito amigos e isso é muito bom, ainda que seja virtual. Gosto de compartilhar meus conhecimentos e experiências, pois a gente vai aprendendo com o outro. Seja bem vinda vc tbém. Fica com Deus e bfs.
    Bjs!

    www.trocandodepele.com

    ResponderExcluir
  8. O filme é águinha com açúcar, mas eu gosto. Tb acho que as paisagens da Itália e a trilha sonora já vale muito. A única coisa é que quem leu o livro achou o livro fraco. Eu ainda não li. Let's see!

    ResponderExcluir