domingo, 24 de novembro de 2013

PLATÃO


Imagem: Google
Quando vi a imagem  destes gatinhos logo lembrei do livro “O Banquete” de Platão (que eu ainda não li) mas está entre os que fazem parte da minha interminável lista de leituras (tenho a de filmes também), a sinopse fala sobre a reunião de amigos da qual filósofos e outros atenienses lançaram uma competição para ver quem fazia a melhor definição do amor, considerado um dos mais importantes conceitos da cultura antiga. É um dos principais diálogos de Platão, além da obra humanística fundamental para todos os interessados em pensar o estar no mundo, debater noções de amizade, de decência, é  o fio condutor de toda a obra deste filósofo sobre o próprio ato de raciocinar. Platão relaciona o amor com a verdade, pois quando se ama não é exercer o poder sobre alguém ou demonstrar força, mas trata-se de saber ser correspondido, ou seja, trata-se da verdade. Alguns dizem que Deus separou  o ser humano em duas metades, então, a partir daí, as pessoas andam pelo mundo atrás do seu outro pedaço, revelando assim, que o amor é o desejo dessa metade perdida de si próprios.  Verdade ou não, uma coisa é certa só o amor constrói.

9 comentários:

  1. Olá Bia,

    De fato, "O Banquete" é uma obra imortal deste filósofo grego, mas não está na minha lista de leitura. Não sou fã de filosofia.
    Entendo que esta história da 'metade da laranja' é fruto de imaginação fértil-rsrs.
    Concordo na íntegra com sua conclusão a respeito do amor. É o mais belo sentimento e único capaz de unir, curar, transformar e fazer feliz.

    Linda semana.

    Beijo.


    ResponderExcluir
  2. Boa noite, querida amiga Bia.

    QUE BANQUETE!!
    MARAVILHA...SÓ O AMOR É MAIOR QUE TUDO, MESMO.

    (Muito obrigada pela honra da sua visita).

    Desejo-lhe uma linda semana de paz e saúde.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Bia, não li O Banquete de Platão, como gosto de filosofia vou procurar fazer isso, gostei da dica. Amei seu texto e a imagem é linda!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Bia,
    Não cheguei a ler este livro de Platão, mas li alguns livros que falam sobre o pensamento de Platão e um pouco de seus textos. O Mito da Caverna é bem interessante, fala sobre como somos enganados por ilusões. Vários textos de Platão descrevem os diálogos de Sócrates. Algo que influenciou muito do seu pensamento até a atualidade é a sua visão de que a ideia é o gatilho para as coisas que existem no mundo. Também a sua distinção entre corpo e alma influencia até hoje o pensamento humano. Ainda quero ler mais de Platão, tenho apenas algumas ideias gerais, mas sei que ele tem grande influência sobre o pensamento na humanidade, inclusive na religião.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Talvez a metade esteja perto demais e não a vemos...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia,

    Ao ver você hoje no meu recanto lembrei-me do teor de sua postagem e ri de mim por ter deixado escapar que não sou fã de filosofia. O nome do seu blog já direciona para o exercício do pensamento e nada mais propício para isto do que ler nossos grandes filósofos.
    Estudei filosofia na época do colégio e me perdia entre Platão, Sócrates Aristóteles, Epicuro e outros. Não era nada estimulante, à época. Claro que leio textos e pensamentos admiráveis e de grande sabedoria de filósofos e pensadores. Gosto muito. Nunca, porém, me senti estimulada a ler uma obra completa, principalmente ao nível de 'O Banquete', de Platão. Já li que nesta obra
    Platão narra um encontro entre amigos, ocorrido para comemorar o prêmio num concurso de teatro de um deles, e neste encontro resolvem falar sobre o amor. Cada um dos sete convidados, entre eles Sócrates, tecem suas opiniões sobre o amor, narrado na forma de diálogos por Platão. Acredito ser uma obra bem interessante. Depois que saí daqui fiquei pensando: Por quê não incluir a obra em minha lista? Seria uma oportunidade para derrubar minha resistência a obras da espécie.

    Sua lista de leitura deve ser de ótima qualidade.

    A imagem é mesmo uma fofura. Uma graça o coraçãozinho que se formou com os gatinhos de costas.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Perfeita imagem! *.*
    O Banquete está entre meus livros favoritos e fez questionar sobre muitos conceitos que herdamos pré-estabelecidos. Afinal, o que é o amor? o que é a verdade? qual a essência primordial de todo o pensamento?
    Me identifico com a obra de Platão e, consequentemente, com os pensamentos socráticos. Se todo ser humano fosse um questionador nato, creio que teríamos muito mais mentes pensantes nesse empobrecido século XXI.
    Grande abraço!
    http://princessandfashion.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. É mesmo, o amor só constrói dentro de nós.
    Lindo seu post Bia! Continue assim sempre espalhando coisas bonitas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não li...mas gstei demais deste texto, É sempre bom ampliar informações, gosto dessas dicas que enriquecem.

    beijos!

    ResponderExcluir