sexta-feira, 3 de agosto de 2012

RECICLAGEM

Foto: lula helfer / gazeta do sul / cp
Algumas atitudes tão simples e fáceis do dia a dia podem fazer grande diferença na vida de muitas pessoas e para o bem geral. Algo tão banal como não jogar o óleo de cozinha no ralo da pia, por exemplo: após as frituras quando o óleo já esta saturado eu coloco este óleo em um vidro para entregar para reciclagem, bem próximo do local em que moro tem uma universidade que recolhe óleo de cozinha, é levado para reciclagem. Também nas segundas-feiras passa o caminhão do lixo reciclado, eu costumo separar o lixo seco, tipo embalagens, vidros, potes, papéis, o lixo orgânico do inorgânico, é algo simples de fazer já é automático (ao invés de jogarem o lixo no chão deveriam separar para entregar para reciclagem, tão fácil e educado), se todos fizessem isto que maravilhoso seria, assim mais empregos gera para as pessoas que trabalham nesta área, menos poluição, o país se desenvolve e assim diminui a criminalidade e a violência. Nos dias de chuvas quando ocorre alagamentos um dos motivos do entupimento dos esgotos é devido ao lixo, então todos quando estão na rua nos dias de chuva estão sujeitos a enfrentar perigosos alagamentos porque não fizeram a sua parte porque não estão nem ai, porque acham que não é com eles, porque acham que não importa, porque acham besteira, inúmeros motivos que nada mais é do que falta de conhecimento, conscientização e educação, eu acredito que se pode construir um país melhor começando por nós mesmos, eis um belo exemplo realizado na Cidade de Venâncio Aires no Rio Grande do Sul o projeto que transforma o agente poluidor em material de limpeza, vejam só:

Produção na sede do Óleo Futuro, iniciativa que ganhou apoiadores na comunidade, chega a 150 barras por mês

Projeto que transforma óleo usado em sabão reforça renda de voluntárias


O trabalho de um grupo de voluntárias em Venâncio Aires transforma um dos principais agentes poluidores do meio ambiente em material útil para a limpeza em residências e estabelecimentos comerciais e industriais. Criado há cinco anos na Comunidade São João Batista, no bairro Brands, o projeto Óleo Futuro começou com dez pessoas, realizando o recolhimento do produto usado nas casas para a fabricação de sabão.

Inicialmente, toda a produção destinou-se ao consumo próprio. Aos poucos, mulheres de outras comunidades integraram-se às atividades, e o trabalho passou a ser realizado no pavilhão São Sebastião Mártir, no centro da cidade. A iniciativa ganhou impulso com a aprovação na Câmara de Vereadores, em setembro de 2009, da lei municipal que proíbe estabelecimentos comerciais, indústrias e prestadores de serviços de descartarem óleos ou gorduras na rede coletora de esgoto, em águas pluviais, no lixo ou em locais que possam causar prejuízo ambiental. Com a medida, o grupo passou a receber maior volume do produto saturado.

As participantes também ganharam ajuda da prefeitura com a locação de uma casa, na rua Joaquim Correa Lima, que passou a ser a sede do projeto. A Câmara do Comércio e da Indústria e o Centro Promocional João XXIII tornaram-se apoiadores. Hoje, o grupo integra a ONG Associação De Olho no Futuro. Há pontos de coleta de óleo saturado nos supermercados, e a entrega também pode ser feita diretamente na sede. Um automóvel locado é utilizado para recolher o produto nos restaurantes.

A coleta chega a 800 litros mensalmente e a produção atinge até 150 barras por mês. Há ainda fabricação de sabão líquido. O material é vendido a empresas e utilizado pelas participantes. O dinheiro serve para a compra de soda e álcool usados na produção, além do pagamento do motorista e de despesas de manutenção. A sobra é dividida entre as voluntárias. A tesoureira da ONG, Ivone Gregory, diz que, para aumentar a produção, a população pode contribuir mais com a entrega do óleo saturado. Um litro do produto em contato com o recurso hídrico contamina 1 milhão de litros de água. Despejado na pia ou descartado de forma inadequada, causa entupimento na rede de esgoto.

FONTE: Aqui 

14 comentários:

  1. oia querida Bia!!

    Muito interessante seu post. A reciclagem eo todos os niveis deveria
    ser ncorporda no dia de todos...
    Eu reciclo a argila que eu uso... inclusive no Congresso que participei semana passada tinha uma palestra da ceramista Cibele Nakamura sobre o tema.

    Um bj,,,,

    Bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ma!!!

      Que bacana que você também recicla seu material, muito bom isto, né? A palestra deve ter sido muito interessante.
      Bjs :)

      Excluir
  2. Bia querida, estou em falta com você. Não passo por aqui como antes, mas saiba que é simplesmente por falta de tempo. Vou voltar a postar e visitar os amigos com frequência logo logo. Adoro suas postagens e seu jeito meigo.
    Beijo enorme,


    Alê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!!!

      É difícil mesmo ter tempo para manter um blog e visitar tantos outros, a vida é cheia de compromissos, trabalho, familia, estudos e tantas tarefas diárias, é realmente complicado, não sobra mesmo tempo. Obrigada pela visita e palavras.
      Bjs :)

      Excluir
  3. Oi Bia!
    Que iniciativa excelente esta de Venâncio Aires! É de projetos assim que muitas regiões precisam para incrementar a renda das pessoas e incutir nas pessoas a responsabilidade pelo planeta. Aqui não temos esta coleta seletiva sistematizada. Só em algumas rotas tem alguns carros destas associações de reciclagem que passa pegando o material. Onde eu morava até pouco tempo havia, mas aqui onde moro agora não. Deixo até separado no hall de serviço, mas desconheço o destino.É uma pena não haver um maior incentivo a reciclagem.
    Beijinhos e um lindo fds!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Val!!!

      Quem sabe outras regiões possam fazer a mesma coisa e seguir este exemplo. O BRASIL tem tudo para crescer e se desenvolver honestamente e todos terem uma vida digna e próspera mas o que estraga é a corrupção e falta de educação.
      Pra você também um ótimo fim de semana!!!
      Bjs :)

      Excluir
  4. Bom dia Bia, obrigada pela dica do blog, de fato os comentários não estavam caindo na minha caixa de e-mail como de costume e ando tão atarefada que nem me liguei em conferir diretamente no blog. Vamos ver se de agora em diante tudo volte ao normal.
    Muito bom esse texto sobre a reciclagem de óleo, cuidar do meio ambiente é questão de vida!
    Tenha uma lindo fim de semana minha querida!
    Que alívio saber que você não me abandonou, rsrs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Néia!!!

    Isto também já aconteceu com o meu blog, a um tempo atrás eu fui arrumar a configuração e encontrei comentários por acaso marcando como span. É chato porque é difícil ter tempo para ler e comentar em tantos blogs, a gente acaba levando tempo que nem dispõe e ainda os comentários somem... é como ter colocado tempo fora já que é tão difícil fazer tudo, inclusive muitas vezes postergando outras obrigações, eu realmente não tenho tempo para fazer tudo o que eu gostaria e em relação aos blogs acabo dando prioridade para os que também prestigiam o meu blog porque sei o quanto é verdade a falta de tempo.
    Igualmente um feliz fim de semana!!!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia!
    Costumo separar plástico, vidro e papel e levar pra os coletores de recicláveis presentes em alguns supermecados daqui da cidade onde moro. Mas o óleo que tanto é prejudicial não reciclo...vou procurar saber se há algum local que utilize.
    Parabéns pela postagem!
    Beijos,
    Selma.

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia,

    parabéns para aqueles poucos que se preocupam com o ambiente em uma tentativa de retardar as consequências dos atos impensados da humanidade! Aqui o meu apoio!

    ResponderExcluir
  8. Que iniciativa linda, Bia...
    Aqui em casa, também, reciclamos nosso lixo... tipo papel, lata, plástico, etc. Se cada um fizer um pedacinho, vira um pedação e o meio ambiente agradece. beijos e linda semana.

    ResponderExcluir
  9. .


    Não vou matá-la de curio-
    sidade. Confira no meu blog
    quem ficou com a boca cheia
    dágua.

    Beijos,

    silvioafonso






    .

    ResponderExcluir
  10. Bia, não tem como mias virar os olhos para reciclagem, pois é essencial para nosso planetea!!Bjs.Sandra

    ResponderExcluir